Marega recusa euforia, mas já tem meta traçada

11 agosto 2017
Publicado por 
"Bis" com o Estoril foi a primeira resposta às dificuldades que Sérgio Conceição lhe prometeu. O maliano não embandeira em arco, mas avança com metas pessoais bem ousadas. 

Três minutos de um jogo oficial foi todo o tempo que Marega precisou para começar a pagar a aposta que Sérgio Conceição fez nele, esta época. O internacional maliano não esmoreceu com o aviso do treinador de que teria um começo difícil no FC Porto, pelo facto de se ter apresentado mais tarde na pré-temporada, e redobrou os esforços para responder ao exigido. O "bis" com o Estoril, que catapultou os dragões para uma vitória esmagadora, foi o primeiro sinal da determinação com que o avançado encara esta temporada, na qual quer demonstrar que tem espaço no clube. "O Moussa disse-me que ficou muito feliz pelos golos e por ter ajudado a equipa. Mas não estava eufórico. Ele sabe que as coisas mudam de um dia para o outro e, por isso, só espera agarrar esta oportunidade", referiu a O JOGO o empresário do jogador, Mustapha M"Naouar.

Domingo, na deslocação a Tondela, Marega deverá ter mais uma, beneficiando da lesão de Soares. A preparação do maliano foi mais curta - o atraso, devido ao nascimento do filho, roubou-lhe 18 dias de treinos -, mas este tudo tem feito para se aproximar do nível dos companheiros com um trabalho extra. "O Moussa sabe que tem de provar que merece a confiança de Conceição. Por isso, tem dado sempre 200 por cento", garantiu-nos M"Naouar, a quem Marega confidenciou uma meta para esta quarta temporada em Portugal, a primeira desde o começo no FC Porto. "Ele pretende fazer mais golos do que no Vitória de Guimarães [14]. É um objetivo ambicioso, mas no futebol tudo é possível", lembrou.

 

Fonte: ojogo

748 VISUALIZAÇÕES

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree