O novo acordo (P)ortográfico

O mundo mudou. O futebol também mudou. As regras do jogo mudaram e, depois de 120 anos de história, as palavras que representam a nação Portista têm hoje um significado diferente. Este é o novo acordo (P)ortográfico.

Futebol: Futebol Clube do Porto. Não há futebol sem Porto e não há Porto sem futebol. São hoje dois irmãos de mãos dadas que percorrem caminhos similares e, juntos dão nome ao melhor clube de Portugal.

Estádio: Dragão. No Porto ninguém vai ao estádio, mas sim ao Dragão. 'Lá' durante noventa minutos a vida tem um 'sabor' distinto. 'Lá' durante noventa minutos nós ditamos as regras do jogo. O Dragão não é uma catedral. As catedrais são locais interditas ao pecado e, nós pecamos! Pecamos em querer vencer mais. Pecamos em vencer demais.

Presidente: Pinto da Costa. Palavras sobreponíveis com significado análogo. Podia escrever sobre este ilustre português -como já o fiz anteriormente- sendo que o final é repetitivo. Muito Obrigado Jorge Nuno.

Adepto: Tripeiro. 'Aqui' o coração bate diferente, bate mais rápido. 'Aqui' a voz é mais forte, grita mais alto. 'Aqui' a alma é infinita, aguenta o insuportável. Somos tripeiros. 

Jogador: Guerreiro. Chega como um desconhecido. Os mais velhos aproximam-se, esticam-lhe o braço, protegem-no e, encaminhando-o... mostram-lhe o caminho. "Este é o dia em que te tornarás algo mais que um jogador de futebol. Este é o dia em que te tornarás um guerreiro! Bem vindo ao Futebol Clube do Porto".

Troféu: Caneco. Ano trás ano, a primavera passeia por Maio. A vida parece mais colorida. O Porto parece mais belo. Chegou a hora... de levantar mais um caneco!

Vencer: Vencer. Esta é a única palavra com significado intemporal na história deste clube 'que nos enche a alma'. Palavra de guerra. Palavra de ordem. Este é o nosso destino.

Futebol Clube do Porto, a vencer desde 1893.

+GilDuarte